top of page

Sobre nossos cabelos crespos

Semana passada fui cortar o cabelo num salão comum, frequentado pela classe média do Plano Piloto. E, é claro, sempre tem aquelas senhorinhas matracas e deselegantes dando seus palpites na vida alheia. Junto com o barulho insuportável do aparelho de fazer escova. Quando o rapaz começou a mexer no meu cabelo, veio a pergunta em voz alta da curiosa: "vai alisar?". Nem me dei o trabalho de responder mas o rapaz justificou que era apenas corte. Claro que a senhora deve ter imaginado que a negra "clarinha" aqui estava no salão de brancas para parecer uma delas.

Passa um tempo, serviço pronto, vem o "elogio" de outra senhora:

"- deixa assim, tá bonitinho, todo cacheadinho". Dessa vez, respondi:

"Pq a senhora não experimenta deixar os seus cabelos naturais e para de fazer escova?"

"- Não ,o meu não fica bonitinho assim como o seu não ".

"É difícil mesmo, mas tenta, quem sabe?".

Num salão onde 90% das mulheres e moços (sim, tinha um jovem tipo 18 anos, alisando. E o cabeleireiro também de cabelo esticado) vão para retirar qualquer vestígio de cachos na cabeça, é comum os frequentadores imaginarem que a presença de negras ali é para buscar o embranquecimento da aparência e sermos melhor aceitas no meio delas. Já ouvi tanta gente me "consolar" ao longo da minha vida com a frase: "- você não é preta, olha aqui como sou mais preto/a que você". Outros dizem: "nossa, como você tá branca! Tá precisando tomar um sol pra voltar o bronze bonito".

Estou contando tudo isso pra avisar que: sou preta sim, adoro ser preta, não vou alisar cabelo nenhum, quem quiser que alise o seu. E o próximo que vier com alguma conversinha desse tipo comigo vai levar. É isso.

Brasília, 19/04/2015

.

*Já estamos em agosto de 2021. O tempo passou e as manifestações racistas, nos seus mais diversos níveis, desde comentários inconvenientes aos assassinatos, ainda são rotinas na vida do negro brasileiro.









0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione

Deixe seu comentário

Âncora 1
Assine aqui para receber os novos textos!

Obrigado pelo envio!

bottom of page